FEEDBACK

Tournament information

  • Name

    TORNEIO VÔLEI MASTER GRANADA 2016
  • Web address

    www.konkuri.com/tournaments/8e83d4412c
  • Description

    O “ Torneio de Voleibol Granada 2016” é uma competição que tem por objetivo incentivar a prática desportiva no Granada Iate Clube, valorizando os benefícios inerentes ao esporte como amizade, cooperação, disciplina, ética, inclusão, integração, participação, respeito mútuo, solidariedade, superação e trabalho coletivo.

    Catergorias:
    - Master 45+

    Data: 04, 05, 18 e 19/06

    Valor: R$200,00 (por equipe)

    Informações:
    atletasgranada@gmail.com
    QUÊNIA SALES: 99185-4279
    GRAZIELLE MOTTA: 98428-2991

  • Poster

  • Period

    Start: 4/6/2016
    End: 19/6/2016
  • Venues

    Granada Iate Clube
    Rua Istambul, 345, Bairro Braúnas, Belo Horizonte/MG

  • Rules

    Torneio de Voleibol Granada 2016
    Capítulo I
    Disposições Preliminares
    Art. 1º - O “ Torneio de Voleibol Granada 2016” é uma competição que tem por objetivo incentivar a prática desportiva no Granada Iate Clube, valorizando os benefícios inerentes ao esporte como amizade, cooperação, disciplina, ética, inclusão, integração, participação, respeito mútuo, solidariedade, superação e trabalho coletivo.
    Art. 2º - O presente Regulamento Geral contém normas que regerão o “ Torneio de Voleibol Granada 2016”.
    Capítulo II
    Dos Objetivos
    Art. 3º - Objetivos gerais:
     difundir os benefícios do esporte ;
     promover o intercâmbio e a integração social e desportiva entre os participantes;
     propiciar aos atletas o contato com o esporte competitivo saudável;
     proporcionar maior intercâmbio entre atletas, comissão técnica, sócios, futuros-sócios e funcionários do clube.
     reforçar valores como convivência, respeito às regras e espírito de equipe, contribuindo com a formação integral do atleta.
     divulgação do clube aos futuros-sócios.
    Art. 4º - Objetivo específico:
     divulgar e desenvolver o esporte no Granada Iate Clube.
    Capítulo III
    Da Organização e Execução
    Art. 5º - O “Torneio de Voleibol Granada 2016” é um evento promovido e realizado pelos atletas e comissão técnica do Granada Iate Clube.
    Art. 6º - À Comissão de Vôlei do Granada, compete:
     organizar e dirigir as competições;
     elaborar as tabelas dos jogos, levando em consideração os interesses técnicos e administrativos da competição;
     tomar as providências de ordem técnica, necessárias à organização dos mesmos;
     escalar as equipes de arbitragem e representantes que atuarão nos jogos;
     examinar as súmulas e relatórios dos jogos, aprovando ou não o resultado das mesmas;
     nos casos de necessidade comprovada efetuar modificações nas tabelas de jogos;
    Art. 7º - À Comissão de Vôlei caberá aplicar, de forma imediata e em procedimento sumário, sanções disciplinares especificadas no Capítulo XVII deste Regulamento, em função de infrações cometidas antes, durante e após as disputas, registradas nas súmulas ou documentos similares dos árbitros, representantes de arbitragem, etc.
    Capítulo IV
    Do Período de Realização
    Art. 8º - O “Torneio de Voleibol Granada 2016” será realizado no período de 04 a 19 de junho de 2016 (modalidade máster) e 25 de junho a 03 de julho de 2016 (modalidade adulto). Caberá a cada equipe adaptar-se à programação previamente estabelecida e divulgada pela Comissão de Vôlei.
    Capítulo V
    Da Inscrição das equipes
    Art. 9 - Somente poderão participar deste campeonato as equipes convidadas pela Comissão de Vôlei.
    Art. 10 - De acordo com o calendário, a inscrição da equipe será feita por meio de formulário próprio, que será disponibilizado para o técnico da equipe convidada.
    Art. 11 - Cada equipe deverá escrever o máximo de 13 atletas na competição, sendo que na partida participarão apenas 12 atletas.
    Art. 12 – O valor da taxa de inscrição é R$ 200,00 (duzentos reais), por equipe, que deverá ser depositado em conta pré-estabelecida ou pago à vista à Comissão de Vôlei.
    Art. 13 – As inscrições estão abertas a partir da divulgação deste regulamento até preencherem as vagas (mínimo de 4 e máximo de 6 equipes).
    Art. 14 - Na ficha de inscrição deverá conter o nome, RG e data de nascimento de todos os atletas e identificação da comissão técnica.
    Art. 15 – Somente após o depósito e/ou pagamento da taxa de inscrição, envio do comprovante, ficha de inscrição e confirmação da Comissão de Vôlei a equipe será considerada inscrita na competição. Os documentos devem ser enviados para o e-mail: atletasgranada@gmail.com.
    Art. 16 - O prazo para alterações da ficha de inscrição será até 7 dias antes da data de início do torneio. Após essa data não será permitido qualquer alteração na ficha de inscrição.
    Art. 17 – Não serão aceitos pedidos de reservas de inscrição.
    Art. 18 - No caso de desistência da equipe até 30 dias antes do início do torneio a taxa de inscrição paga será integralmente devolvida. Se a desistência ocorrer entre 29 e 15 dias antes do torneio será devolvida à equipe 50% do valor pago. Após este período o valor pago não será restituído.
    Art. 19 - Caso não seja atingido o número de vagas disponibilizadas (máximo 6 e mínimo 4 por categoria), até a data final de inscrição, esse período poderá ser prorrogado conforme definição da Comissão de Vôlei, sendo que o torneio somente será realizado caso haja mínimo de quatro equipes inscritas.
    Capítulo VI
    Da Inscrição e Participação dos Atletas
    Art. 20 - Para identificação dos atletas e comissão técnica somente será aceita a carteira de identidade, carteira de motorista, registro em Conselho Federal (com foto), passaporte ou a carteira da Federação Mineira de Voleibol. Este documento será necessário para entrada no clube e identificação na quadra.
    Capítulo VII
    Das Modalidades e Categorias
    Art. 21 - O “Torneio de Voleibol Granada 2016” será disputado nas seguintes modalidades e categorias:
    Feminino Master 45 +
    Categoria 45 anos
    Atletas nascidas até 1.971; com duas nascidas até 1976.
    Obs.: Na categoria Master 45 + serão aceitas apenas duas atletas nascidas até 1976. Estas devem constar na Ficha de Inscrição da equipe.
    Feminino Adulto
    Categoria Adulto
    Atletas de qualquer idade não Federadas.
    Capítulo VIII
    Do Material Esportivo e Uniforme
    Art. 22 - As equipes deverão apresentar-se para os jogos, devidamente uniformizadas, de acordo com as regras oficiais da modalidade (obrigatório camisas numeradas). Toda a comissão técnica deverá usar calça comprida ou bermuda, camisa, tênis ou sapato. Seus componentes deverão ser obrigatoriamente maiores de 18 anos.
    Art. 23 - As bolas oficiais para jogos do “Torneio de Voleibol Granada 2016” serão as da marca Penalty 7.0.
    Art. 24 – Cada equipe deverá ter seu material para aquecimento. Não serão fornecidas bolas para aquecimento.
    Capítulo IX
    Das Partidas e Sistema de Disputa
    Art. 25 - Em função do número de participantes em cada modalidade, o sistema de disputa será definido pela Comissão de Vôlei. Sendo que a fase classificatória, semifinal, e disputa de terceiro lugar serão melhor de três sets e a final (disputa de campeão) será de cinco sets.
    Art. 26 - As partidas serão regidas de acordo com as Regras da Confederação Brasileira de Voleibol, observando-se as adaptações deste Regulamento Geral.
    Art. 27 - A equipe que não se apresentar em condição para a partida até 5 minutos após o horário marcado na tabela será considerada perdedora por w x o e eliminada da competição. Todos os seus resultados serão anulados.
    Capítulo X
    Do Protocolo dos Jogos
    Art. 28 - As equipes deverão apresentar-se uniformizadas e documentadas para a partida pelo menos 20 (vinte) minutos antes da hora marcada para o seu início. Toda a comissão técnica deverá usar calça comprida e/ou bermuda, camisa, tênis ou sapato. Seus componentes deverão ser obrigatoriamente maiores de 18 anos.
    Art. 29 - Somente poderão permanecer na área dos bancos da equipe atletas substitutos e 3 (três) dirigentes, sendo eles um técnico e um assistente-técnico e um acompanhante devidamente identificados.
    Art. 30 – Cada equipe participará obrigatoriamente, com o número mínimo e o máximo de atletas, de acordo com a informação abaixo:
    Voleibol – mínimo 6 e máximo 12 atletas devidamente inscritos.
    Art. 31 – Caso a equipe se apresente com um número abaixo do mínimo exigido neste Regulamento, o jogo não será realizado e a equipe será declarada perdedora.
    Capítulo XI
    Da Pontuação e Critérios de Desempate
    Art. 32 - Para o campeonato será adotada a seguinte contagem:
    A quantidade de sets será a quantidade de pontos.
    Exemplo: Placar de 2 x 1. Vencedor marca 2 pontos e Perdedor marca 1 ponto.
    Art. 33 - Para efeito de classificação, serão adotados os seguintes critérios de desempate:
    a) Empate entre 2 (duas) ou mais equipes:
     maior saldo de sets e pontos em todos os jogos;
     menor número de exclusões e/ou desqualificações;
     menor número de cartões vermelhos;
     menor número de cartões amarelos;
     maior número de participantes na modalidade;
     sorteio.
    Capítulo XII
    Penalidades e Punições:
    Art. 34 - O atleta, membro da comissão técnica ou dirigente que for desqualificado ou expulso de uma partida, mediante apresentação do relatório do árbitro ou representante de arbitragem junto à súmula do jogo, ficará suspenso automaticamente por 1 (uma) partida.
    § 1º - A suspensão será cumprida na partida imediatamente posterior, na categoria e naipe em que ocorreu a desqualificação ou expulsão.
    § 2º - Se, em julgamento posterior, houver a punição por mais de uma partida, será considerado para cumprimento o jogo da suspensão automática.
    Art. 35 - A equipe que descumprir o Art. 21 deste Regulamento Geral, mediante denúncia comprovada por uma equipe participante, será desclassificada da competição e todos os seus resultados serão cancelados.
    Capítulo XIII
    Da Suspensão, Interrupção e Transferências dos jogos
    Art. 36 - O árbitro, a partir do momento em que entra na quadra para início de suas funções, é a única autoridade competente para determinar, por motivo relevante, a interrupção, transferência ou suspensão da partida, depois de ouvido o representante de arbitragem. Quando ocorrerem interrupções prolongadas, por motivos relevantes, o árbitro deverá decidir quais medidas serão tomadas, a fim de restabelecer as condições normais para o prosseguimento, transferência para outro local ou suspensão definitiva da partida.
    Art. 37 - A critério da arbitragem, são motivos relevantes para a interrupção de uma partida:
     mau estado da quadra que torne o jogo impraticável ou perigoso;
     iluminação inadequada;
     falta de garantia momentânea à integridade física ou psicológica das pessoas envolvidas no jogo em questão;
     conflitos ou distúrbios momentâneos na quadra, tais como invasão, arremesso de objetos, etc.
    Art. 38 - A critério da arbitragem, são motivos relevantes para a suspensão definitiva de um jogo:
     falta de garantia irremediável à integridade física ou psicológica das pessoas envolvidas no jogo;
     conflitos ou distúrbios graves na quadra, tais como invasão e arremesso de objetos.
    Parágrafo único – O árbitro, junto com o representante da arbitragem deverá aguardar o prazo de 30 (trinta) minutos para determinar a suspensão definitiva do jogo.
    Capítulo XIV
    Da Premiação:
    Art. 39 - Ao final da competição cada categoria e naipe serão premiados com:
    1º colocado: 1 troféu e 13 medalhas
    2º colocado: 13 medalhas
    3º colocado: 13 medalhas
    Capítulo XVII
    Das Sanções Disciplinares
    Art. 40 - As ocorrências disciplinares serão julgadas pela Comissão de Vôlei.
    Parágrafo único - A Comissão de Vôlei se reunirá e tomará as decisões por maioria de votos dos presentes.
    Art. 41 - São passíveis de punições todos aqueles que direta ou indiretamente estiverem ligados às competições.
    Art. 42 - As sanções disciplinares entrarão automaticamente em vigor a partir da divulgação por escrito aos responsáveis pela equipe.
    Art. 43 - O atleta, técnico, responsável ou dirigente desqualificado, seguido de relatório da arbitragem ou expulso, será suspenso automaticamente por 1 (uma) partida e poderá ser julgado pela Comissão de Vôlei.
    Parágrafo único – Atletas e dirigentes participantes do Campeonato que estiverem nas arquibancadas, aguardando seu horário de jogo ou assistindo às partidas e que cometerem atitude ou conduta antidesportiva, grosseira ou grave, contra jogadores, árbitros, dirigentes, coordenadores, representantes de arbitragem ou público, bem como conflito entre torcidas, se forem identificados e relatados pela equipe de arbitragem ou pelos representantes de arbitragem da partida, serão automaticamente suspensos por 1 (uma) partida e poderão ser julgados pela Comissão de Vôlei.
    Capítulo XVIII
    Das Disposições Finais
    Art. 44 - A organização não se responsabilizará por objetos esquecidos nos locais de competição, nem por possíveis tumultos causados por terceiros.
    Art. 45 - O representante da equipe será responsável por todos os atos que transgridam a prática sadia da atividade esportiva ou qualquer dano causado a terceiros, ou aos locais de disputa por membros de sua delegação, a partir do ato de inscrição da equipe.
    Parágrafo único: Em caso de danos materiais causados nas instalações dos locais de competição, a equipe responsável deverá indenizar a parte lesada no valor correspondente ao custo do reparo do referido dano, até 24 horas após o recebimento de comunicação por escrito, sob pena de ser retirada desta e de futuras competições.
    Art. 46 - Em caso de não comparecimento da equipe ao local de jogo, não caberá recurso sob alegação de mau tempo, trânsito, transporte ou dificuldade de localização do local.
    Art. 47 – O direito de sons e/ou imagens dos atletas, obtidos nos locais da competição - individual ou coletiva - assim como a dos professores de educação física, técnicos, árbitros, representantes de arbitragem, dirigentes das equipes inscritas e demais envolvidos na competição, poderá ser utilizado pela organização a título de divulgação, sem fins comerciais, nos seguintes meios: em revista ou livros, jornais, emissoras de rádio e televisão, outdoor, campanhas publicitárias, locais de competição, Twitter, Orkut, Facebook, Youtube, Flickr, Google+, Ustream, entre outras mídias sociais a serem criadas.
    Art. 48 – À Comissão de Vôlei caberá aplicar, de forma imediata e em procedimento sumário, as sanções disciplinares, especificadas em função de infrações cometidas antes, durante e após as disputas e registradas nas súmulas ou documentos similares dos árbitros, representantes de arbitragem, coordenadores de modalidades, etc.
    Art. 49 - Este Regulamento é o conjunto de disposições que regem o “Torneio de Voleibol Granada 2016” . Todas as pessoas a ele vinculadas serão consideradas conhecedoras deste Regulamento, submetendo-se, sem reserva alguma, às suas disposições e consequências.
    Art. 50 – São de competência da organização a interpretação deste Regulamento Geral e a responsabilidade de zelar pelo seu cumprimento.
    Art. 51- Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão de Vôlei.
    Comissão de Vôlei:
    Grazielle de Assis Gomes Motta
    Ana Carolina Ribeiro Cardoso
    Herica Garcia Costa
    Blenda Louise Ramos
    Quênia Sales Roque
    Viviane Natália Alves Prado
    Simone Ruas Lopes
    Amarildo Rosa da Silva
    Contato: atletasgranada@gmail.com

  • Inscriptions

    Valor da inscrição = R$200,00 (por equipe)

    Somente após o depósito e/ou pagamento da taxa de inscrição, envio do comprovante, ficha de inscrição e confirmação da Comissão de Vôlei a equipe será considerada inscrita na competição. Os documentos devem ser enviados para o e-mail: atletasgranada@gmail.com.

    DÚVIDAS E INFORMAÇÕES
    atletasgranada@gmail.com